Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Toca do Coelho

A mascar o pensamento à sombra calma da luz irrequieta.

Toca do Coelho

A mascar o pensamento à sombra calma da luz irrequieta.

06/04/16

Por que se Gosta do Negativismo?

por Olavo Rodrigues

(Publicação anterior)

Ainda na esfera do entretenimento, porém, para a faixa etária adulta - que acabem os reality shows como a Casa dos Segredos. Estou em crer que já não possui tanta força como no meu nono ano em que praticamente não se falava de outra coisa, chegava a competir com o futebol pelo trono. 

Contudo, continua a receber demasiada admiração, uma admiração que reflecte com grande desgosto meu a natureza do ser humano. Nunca percebi porquê, mas o grosso das pessoas baba-se por uma boa discussão ou cena de pancadaria. 

Quantas vezes nas escolas não está metade dos estudantes reunida à volta de dois ou três, a gritar: fight! Fight!? Ainda por cima, nem sequer o fazem na língua materna. 

Os espectadores da Casa dos Segredos e semelhantes são o mesmo. Por que será que o sofrimento dos outros é tão divertido? Não se distingue do famoso exemplo: apenas tem piada quando são os outros a cair.

Pior! Os concorrentes destes programas vendem o seu sofrimento emocional (e às vezes, físico) a troco de dinheiro! Quando podiam ganhar esse mesmo dinheiro ou mais se se cultivassem e perseguissem um sonho que os melhoraria não só enquanto pessoas, como também lhes daria outro tipo de realização interior em vez de serem conhecidos como os «barraqueiros da casa» ou «os/as oferecidos/as».

Por muito chorudo que o prémio seja, nunca pagará a dignidade perdida e o auto-respeito estilhaçado. Como se não bastasse, não dizem uma atrás da outra.

Perdoem-me a brusquidão, mas eu abomino programas assim. Mais vale ver novelas (que precisam de uma inovação urgente). Ao menos, nelas é tudo fictício. Ou então, alguns dos desenhos animados da minha infância, aquilo sim era acção de primeira categoria.

Mesmo assim, apesar de mostrarem imensos confrontos, os Digimons por exemplo, sempre incitaram o valor da amizade e o que implica ser um amigo.

Não! Melhor ainda: que tal pregar a harmonia e o amor pelo próximo? Se virmos um conflito e fizermos mesmo questão de intervir, que tentemos resolvê-lo, não ajudar o circo a pegar fogo. 

Hum... Sim, acho que é isto. Acho que acertei. 

 

2 comentários

Comentar publicação

Mais sobre mim

imagem de perfil

Estatísticas Detalhadas

UA-77383280-1

Arca

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D

Subscrever por correio electrónico

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.