Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Toca do Coelho

A mascar o pensamento à sombra calma da luz irrequieta.

Toca do Coelho

A mascar o pensamento à sombra calma da luz irrequieta.

17/12/15

Minha Musa, já não Cantas para Mim

(A mulher enquadrada neste poema não é real, apenas gosto de sonhar com o amor)

 

Sinto-me vazio, minha musa,
Cavaste um buraco e não o tapaste.
Sempre que vou à tua casa ponho no lugar o que desarrumo.
Por que é tu não me fazes o mesmo a mim?
Olha para este coração, tu realmente!

 

Não se distingue a tristeza do enfado,
A verdade do exagero
E a boa-disposição?
Não sei que é feito dela.
Roubaste-ma com certeza quando partiste.

 

A abundância flui no lado errado,
Em Hades do meu ser.
E o Olimpo já bebia alguma coisa.
Os seus lábios secos estão sedentos de ti.
Mas tu não voltas.

 

De alguma maneira, eu ainda não percebi isso.
Ainda tenho os teus livros ao lado dos meus na prateleira-mor.
Não são pastilhas rançosas que se possam tirar com facilidade.
Ainda te tenho em mim e conservo-te com a resina do meu desejo por ti,
Que é pegajosa e não me larga.

 

O buraco não tem fundo, minha musa.
Já atirei para lá o apoio dos amigos, da família,
Já foi para a lá a minha escrita
(A minha escrita, a minha escrita!)
E nada.

 

Tu és uma namorada desnaturada, mas pior do que isso,
É que és também uma mãe desnaturada.
Quiseste adoptar o meu coração,

Porém deixaste-o ao abandono.
Se não te sentias em condições de ser mãe, não lhe tinhas feito isto.
Não se brinca com a vida de ninguém, especialmente com a dos corações.

 

Ai, minha musa, a tua sorte é que te amo
E que consegues sempre tirar-me o pio.
Por muito bem armado que esteja o meu exército de palavras,
Põe-lo sempre inactivo.
Não conheço a tua arma secreta,

Mas por favor não me digas qual é.
Gosto de te amar.

Mais sobre mim

imagem de perfil

Estatísticas Detalhadas

UA-77383280-1

Arca

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D

Subscrever por correio electrónico

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.