Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Toca do Coelho

A mascar o pensamento à sombra calma da luz irrequieta.

Toca do Coelho

A mascar o pensamento à sombra calma da luz irrequieta.

24/09/15

Grão a Grão, Enche a Galinha o Papo

por Olavo Rodrigues

É sabido por todos que a energia deste mundo é negativa até à quinta casa. Isto faz os seus habitantes queixarem-se e sentirem-se infelizes com a realidade em que vivem. Mas se virmos o quadro desta perspectiva, podemos fazer grandes mudanças com pouco. 

Podemos aproveitar todas as oportunidades para fazer uma boa acção, tentar vencer a preguiça, elogiar os entes queridos todos os dias (vi esta última sugestão numa publicação de uma colega bloguista do Sapo, no entanto, é com grande pena que afirmo não me lembrar dos nomes da publicação e da autora), entre outros.

Não teremos êxito do dia para a noite, isso é certo, eu próprio ainda estou a progredir (sobretudo na parte da preguiça). Porém, quanto mais nos educarmos, mais fácil será o passo seguinte. E um aspecto interessantíssimo é que muitas vezes não nos apercebemos de que o defeito que apontamos ao outro está também em nós, uma vez que nem tudo o que fazemos é consciente, o ser humano é claramente uma criatura de contradições.

Para me explicar melhor, ponho este exemplo - imaginemos que um tipo não gosta de que lhe desarrumem as coisas sem voltarem a pô-las no sítio. No entanto, o tipo em questão faz o mesmo na casa dos outros, contudo, não arruma os objectos em que mexe porque se esquece.

Há um dia em que a personagem principal se depara mais uma vez com a desarrumação alheia e chama o autor para o repreender. O tipo que ouve do amigo, surpreende-se, dizendo ao outro que faz o mesmo. O primeiro sujeito fica de boca aberta e a reflectir no que lhe fora contado, pois é de facto verdade.

No fundo, o protagonista não gostava de que lhe desarrumassem os pertences sem devolvê-los ao devido lugar, porque simplesmente tinha esse defeito e inconscientemente, não gostava dele em si, daí também não gostar dele nos demais. 

Se tentarmos constatar estes acontecimentos, veremos que são verídicos. Por esta razão, devemos olhar para nós próprios antes de apontarmos o dedo a alguém, pois poderemos estar a ver o nosso reflexo. E a melhor parte desta descoberta é que fazer críticas aos outros (de uma maneira construtiva) é também uma melhoria para nós. 

Portanto, prezados leitores, avancemos um pouco de cada vez e transmitamos estes valores de geração em geração. Por causa dos maus ensinamentos da actualidade ou pela sua ausência, as crianças, os seres mais fascinantes da espécie humana, estão a perder a sua magia. Assim sendo, é provável que voltemos a um extremo rígido.

É frequente o tempo ou como já lhe chamei, "O Tirano", sugar-nos até ao tutano. Mas não há ninguém que amemos mais que os nossos filhos, por isso, incentivem-nos a largar a consola e a fazerem desenhos para pendurarem no frigorífico com um íman todo XPTO.

Chegaram cansados a casa com mau-humor a pingar de cada poro? Que se danem os problemas do trabalho! Isso tem de ficar no trabalho! Heeei!!! Vocês vão ver os vossos filhos!!! Quando chegarem a casa, acariciem-nos como se não estivessem com eles há um mês! Muitos beijinhos (que eles não gostam nada, eh, eh) e abraços. Não tenho filhos, mas acredito que um abraço dado por uma criança seja milagreiro, especialmente se nos chamar mãe/pai.

Individualmente, não mudaremos o mundo. Ou pelo menos não o faremos como gostaríamos. Entretanto, pode ser que com o tempo nos aproximemos do desejo que todos partilham amiúde - um mundo perfeito. 

https://www.youtube.com/watch?v=nbXgHAzUWB0

 

3 comentários

tagarela mais

Mais sobre mim

imagem de perfil

Estatísticas Detalhadas

UA-77383280-1

Arca

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D

Subscrever por correio electrónico

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.