Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Toca do Coelho

Uma espécie de blogue/livro/coiso com espécies de texto.

Toca do Coelho

Uma espécie de blogue/livro/coiso com espécies de texto.

30.Mar.20

Falhas da Língua Portuguesa (4)

É curiosa a expresão "estar cheio(a) de fome". Afinal, a fome é uma sensação de vazio, por isso, será mesmo semanticamente correto dizer que se está cheio de vazio? Porque não dizer "há demasiado vazio em mim" - sim, eu sei que soa estranho - mas neste caso também seria uma incoerência. Não pode ser "demasiado", porque esta palavra indica a existência de alguma coisa, mas a fome é a ausência de comida no estômago, logo é nada e não pode haver demasiado nada. Quando muito, pode haver demasiada angústia por não haver nada. Quando muito, pode dizer-se que há um vazio demasiado grande e aqui existe alguma coisa: o tamanho do vazio e não a ausência em si. 

A língua de um ser absolutamente lógico talvez arranjasse uma solução do género: "sinto um vazio alimentar enorme". 

Estar de quarentena dá-me para pensar nestas coisas.