Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Toca do Coelho

A mascar o pensamento à sombra calma da luz irrequieta.

Toca do Coelho

A mascar o pensamento à sombra calma da luz irrequieta.

28/08/17

Falhas da Língua Portuguesa (1)

Porque é que chamamos "torta" a um bolo recto? Não seria melhor chamarmos-lhe "direita"?

Torta-Cacau5.jpg

 Vejam outra falha do nosso idioma aqui.

 

Fonte da imagem: https://www.google.pt/search?hl=pt-PT&biw=1366&bih=662&tbm=isch&q=torta+enrolada&sa=X&ved=0ahUKEwi556y4tPrVAhWLK8AKHXHHCAMQhyYIJA#imgdii=b9UjewigIclkxM:&imgrc=WtIbU4Ys8KA2DM:

16/08/17

Qual É a Vossa Palavra ou Expressão Preferida?

Português - "levado/a da breca" - não sei porquê, mas a maneira como esta expresssão soa é cómica.

 

English - "mind blowing" - there is no better definition for anything that makes you feel that your mind has just been hit by an awesome idea or revelation whose effect is a huge explosion of amazement inside you. It replaces the old mindset with a brand new and better way of thinking.

 

Español - "¡es de puta madre!" - se dice esto cuando uno quiere exprimir que algo le agrada bastante. 
Me gusta mucho esta expresión, porque, además de ser divertida, muestra que los españoles tratan las palabrotas con la misma naturalidad que las otras palabras, lo que encuentro fenomenal.

 

20800058_1592298664135227_7130144454974086377_n.jp

 

 Fonte da imagem: https://www.facebook.com/mytranslation/?hc_ref=ARTa2zULWHyCWfJioM4k5kc2XVs2A5mxrgx9uMJoScuyiYSc69V54bRzC68rBUHOpZ8&fref=nf&pnref=story

16/08/17

Vinte e Cinco Factos sobre Mim

Vi um desafio parecido no YouTube já há muito tempo, no entanto, em vez de 25, na plataforma audiovisual são 50. Diverti-me imenso a ver os meus youtubers preferidos a fazê-lo e, já que não produzo vídeos, decidi escrever a minha versão. Gostei bastante, mas 50 é um número muito elevado, pelo que, se conseguir lembrar-me de mais 25 factos sobre mim, registá-los-ei aqui de certeza. 

 

1 - Só aprendi a andar de bicicleta aos onze anos;                                                           

2 - Prometi a mim mesmo que não morrerei sem aprender japonês;

3 - Prometi a mim mesmo que nunca me drogarei, fumarei ou ficarei bêbado;

4 - Tenho dois tipos de caligrafia completamente diferentes. Um assemelha-se àquele estilo de escrita elaborado que aprendemos na Primária e o segundo tem um aspecto mais computorizado e é parecido com o tipo de letra usado para o slogan do blogue;

5 - A minha letra foi horrível até ao oitavo ano. Era de tal maneira feia que, quando um professor meu a viu, exclamou em alto e bom som: mas o que é isto, pá?!;

6 - Quando era muito pequeno, quase bebé, fiz uma birra por causa de uma bola do Sporting. Ironicamente, nunca gostei de futebol;

7 - Lembro-me do momento em que aprendi a andar, com um ano de idade. Contei o que aconteceu à minha mãe e ela confirmou a descrição;

8 - Quando estava a dar os ossos na Primária, a minha professora, em vez de comprar um esqueleto falso, pedia-me para levantar a camisola à frente da turma. 

9 - Só comecei a gostar de Filosofia quando deixei de ter a disciplina. Foi o livro O Mundo de Sofia que despertou o meu interesse;

10 - Dizia que não gostava de Filosofia só porque não a percebia. A nota mais alta que alguma vez tirei num teste foi um sete;

11 - Por uma razão que me ultrapassa, detesto amendoins, mas adoro manteiga de amendoim;

12 - Eu já sonhei ser pasteleiro. Aquando da entrada no Secundário cheguei mesmo a ficar indeciso entre Línguas e Humanidades e o curso de doçaria. Felizmente, fui para Letras.  O que me motivava a querer ser pasteleiro era o programa Cake Boss, no qual se confeccionavam bolos surrealmente bonitos;

13 - Até há pouco tempo, sempre que tentava arrumar o quarto, passava uma grande parte do tempo a ler, visto que me perdia quando chegava a parte de limpar o pó da minha estante.  

14 - O meu primeiro trabalho de escrita criativa é um texto inacabado semelhante a um guião de teatro, mas sem didascálias referentes a um palco; 

15 - Antes de querer escrever livros, sonhava ser guionista de cinema e de séries;

16 - Já cheguei a querer tornar-me num desenhador de BD mesmo sem ter talento nenhum para desenhar;

17 - Quando nasci o meu cabelo parecia-se com o do Son Goku; 

18 - Quando era bebé detestava mamar e, com apenas alguns dias de vida, retirei, com as minhas próprias mãos, o biberão que uma enfermeira estava a dar-me;

19 - Vi O Rei Leão tantas vezes, que quase estraguei a cassete;

20 - Com vinte anos no lombo continuo a adorar músicas de desenhos animados e de séries para adolescentes, pois acho que um número significativo delas tem uma qualidade lírica equivalente à de alguns artistas conceituados. Outras oiço só porque sou uma criança grande;

21 - Sempre fui doido por peluches! Só não tenho mais, porque os meus pais começaram a dizer-me que já era demasiado crescido para isso;

22 - Nunca fui um grande adepto de carros, contudo, uma das minhas coisas preferidas na infância era uma almofada em forma de carro;

23 - Quando estava na Escola Básica, chamavam-me Harry Potter, dado que as características da minha cara, aliadas a óculos circulares, me faziam parecer Daniel Radcliffe. Não gostava muito da alcunha, pois não sentia nenhuma ligação ao Harry Potter. Só recentemente é que comecei a mergulhar no mundo fantasíaco de J. K. Rowling;

24 - Eu já sonhei criar o meu próprio idioma;

25 - Quando estava no oitavo ano, criei um alfabeto que só eu entendia, mas servia para escrever em português; 

 

Para concluir, desafio a Andreia Moreira, a autora do blogue Pill of Words, o Bruno de O fumo do meu cigarro, o David Fernandes de Palavras Com História e Melhor Amiga Procura-se a dizer também alguns factos sobre eles. Gostava de frisar que acho que não deve haver um número obrigatório, dado que cada um tem o direito de escolher o quanto deseja revelar acerca de si. 

 

 

 

 

Mais sobre mim

imagem de perfil

Estatísticas Detalhadas

UA-77383280-1

Arca

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D

Subscrever por correio electrónico

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.